X

E-mail profissional: Economize nas gírias!

Está claro que aplicativos como o WhatsApp e o Skype já tomaram um espaço significativo na comunicação das empresas, mas o bom e velho e-mail ainda figura entre os principais meios de comunicação entre colaboradores, clientes, fornecedores. E nem sempre é fácil acertar o tom certo na hora de escrever uma mensagem limpa e clara, que seja educada sem parecer pedante, não é? Daí surge a dúvida, mandar beijo, mandar abraço ou o frio ‘atenciosamente’ (mais usado simplesmente como Att)? Tudo depende da política da empresa.

Mas a etiqueta do e-mail profissional pede uma linguagem simples e correta, ser claro e objetivo (ou seja, breve), optar por respostas mais curtas sempre, fazer duas revisões antes de enviar, e ser profissional.

Esse assunto te interessa? Receba mais conteúdo relacionado a carreira, basta cadastrar seu e-mail abaixo.

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

E se atentando ao item ‘ser profissional’, diga-se de passagem uma definição bastante genérica, dá para entender que: 1- Não use o e-mail profissional para tratar de coisas pessoais. 2- Não trate o colega, gestor, cliente ou fornecedor como seu amigo de infância.  3- Elimine as gírias de seus vocabulário para escrever esse tipo de mensagem.

Está bem… “e se o colega, gestor, cliente ou fornecedor for um amigo muito próximo e eu queira deixar a situação mais informal?”. Essa é uma decisão que só cabe a você, mas de praxe, as relações de trabalho devem estar separadas do pessoal e seguir o protocolo, mesmo que com uma dose de carinho a mais.

últimas Postagens

Catho

Catho Online Ltda. CNPJ: 03.753.088/0001-00 Alameda Juari, 262 - Barueri, SP - 06460-090 Política de Privacidade

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

Fechar