X

Evite seu impeachment no trabalho

Os últimos acontecimentos políticos entraram para a História do Brasil. Pela segunda vez, um processo de impeachment foi votado e aprovado pela Câmara dos Deputados.

Mas o que isso tem a ver com o seu trabalho? Tudo! É claro que esse acontecimento tem impactos na economia do País. Entretanto, este texto avalia um dos aspectos pouco comentados do impeachment: o relacionamento no ambiente de trabalho.

Sim. O relacionamento ruim no ambiente de trabalho pode derrubar você tanto quanto a incompetência. Não adianta nada você bater metas e entregar o que é solicitado se, no quesito relacionamento, você deixa a desejar.

No caso de Brasília, há dois problemas graves. Primeiro: O que foi prometido ainda não foi cumprido. Segundo: O relacionamento de equipe foi ruim.

Está gostando da leitura? Cadastre seu e-mail e receba mais conteúdo.

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

Alguns comportamentos podem fazer com que profissionais sejam fortes candidatos a um impedimento profissional. Profissionais turrões, teimosos, centralizadores e de temperamento irascível são sérios candidatos ao “impeachment corporativo”. Em outras palavras, pessoas com esse perfil difícil correm o risco de perder o emprego, sim.

Quer ver como? Faça o seguinte exercício… Você é gestor de uma equipe e precisa fazer ajustes. Você precisa dispensar um colaborador de sua equipe e chegou a dois finalistas, os dois são antigos na empresa. Um é competente, mas de difícil trato e com dificuldades de trabalhar em grupo. O outro é um pouco menos competente, mas de bom relacionamento e aberto a trabalhar em equipe. Pergunta: Quem você dispensa? A maioria das empresas provavelmente dispensará o primeiro e ficará com o segundo.

O estudo Tomorrow’s Most Wanted (Os Mais Desejados do Amanhã, em tradução livre), realizado pela instituição de ensino Hyper Island comprova essa tese. De 500 líderes entrevistados, de empresas de Comunicação e Tecnologia do mundo todo, 78% afirmaram valorizar mais as qualidades pessoais, como personalidade, criatividade, mente aberta e capacidade de solucionar problemas e de se relacionar.

“A pesquisa destaca a valorização da personalidade, e não a parte técnica, como fator determinante de quem vai obter os empregos mais atraentes em um futuro próximo. Além disso, há um desejo crescente de talentos com uma combinação única de habilidade e flexibilidade – pessoas que possam colaborar e adaptar-se rapidamente, serem colegas agradáveis na companhia, mas que também tenham conhecimento e capacidade para executar as tarefas”, explica Johanna Frelin, CEO da Hyper Island.

Nestes tempos de crise, as empresas precisam de profissionais que saibam trabalhar em grupo, que sejam flexíveis e que estejam abertos a ouvir e a compartilhar experiências. O sucesso de um projeto, de um departamento e da empresa como um todo depende de trabalho em equipe, de diálogo e de transparência.

Quer fugir do impeachment no trabalho? Então, faça uma avaliação cuidadosa do seu relacionamento com a equipe e do nível de suas entregas. Se precisar corrigir algo, faça isso. Não tenha vergonha de pedir ajuda. Não tenha vergonha de ouvir e de compartilhar.

Se o seu temperamento é muito forte, procure mentoria profissional para trabalhar isso da melhor forma e atenuar comportamentos que podem ser nocivos à sua carreira. Estar aberto ao diálogo é o primeiro passo para melhorar o relacionamento no trabalho.

Tome uma atitude antes que você seja o próximo na lista do impeachment.

Clique aqui e leia mais sobre como se dar bem nesses tempos de crise.

últimas Postagens

Catho

Catho Online Ltda. CNPJ: 03.753.088/0001-00 Alameda Juari, 262 - Barueri, SP - 06460-090 Política de Privacidade

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

Fechar