X

Home Office = Trabalhar de pijama?

Uma projeção global da empresa de tecnologia Citrix revelou que até 2020, quase 90% das corporações devem oferecer aos funcionários alguma modalidade de trabalho a distância. Essa estimativa partiu de uma pesquisa com 1.900 executivos em 19 países, incluindo o Brasil. Se nos Estados Unidos o home office já é uma realidade abrangente (com 88% dos empregadores tendo políticas estruturadas, segundo um estudo da associação americana WorldatWork), por aqui os números ainda são conservadores — mas crescentes. De acordo com dados da SAP Consultoria, coletados de 200 companhias que atuam no país, 36% delas permitem o trabalho remoto e, desse grupo, 42% já formalizaram a prática, sendo que a maioria o fez há menos de cinco anos.

E daí surge a pergunta: “como se organizar para isso?” Uma boa ideia quando surgir a oportunidade de fazer home office é desenvolver um sistema de controle de produtividade com seu gestor e tornar esse benefício interessante não só para a empresa como também para você!

Que tal saber mais sobre carreira? Cadastre seu e-mail abaixo e receba a newsletter #NaLabuta.

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

O mais importante é saber que o trabalho home office não significa trabalhar em casa, de pijama, sem controle ou sem diretrizes. Apesar da tradução literal do termo, no Brasil ele define de forma genérica o trabalho que é realizado em espaço alternativo ao escritório da empresa. Este local pode ser – ou não – o escritório em casa. Uma pessoa pode trabalhar “home office” em cafés, hotéis, aeroportos, táxis, parques…ou em casa.
Os termos mais exatos para definir esta modalidade de trabalho são: trabalho remoto, teletrabalho, trabalho à distância, ou o que acredito ser o mais adequado, trabalho portátil.

Um dos maiores entraves nesse tipo de trabalho é que infelizmente, a maior parte da população não sabe administrar o seu tempo. O dia tem 24 horas para todos nós, mas alguns sabem dividir bem as tarefas e o tempo, outros não. Um dos maiores problemas é a procrastinação, ou seja, deixar para depois algo que pode ser feito ou resolvido agora. Ter e manter o foco são essenciais para quem trabalha remoto.

A disciplina no trabalho deve ser igual para todos os profissionais, independente de onde ele trabalha, portanto trabalhar com uma agenda pré-determinada talvez com seu gestor é essencial. Parece óbvio, mas muitas pessoas não conseguem ou não sabem usá-la e principalmente respeitar o que definiu nela, evitando constantes adiamentos de atividades.
Antes de pegar sério no trabalho, alimente-se bem antes de começar para evitar “furtos” à geladeira ou pedido de petiscos, caso esteja em algum café ou restaurante. E respeite os horários para lanches, almoço, etc.
Importante!!! Reserve horários para sair de casa e conversar com outras pessoas. Ficar muito tempo isolado pode favorecer quadros de ansiedade e depressão. Todos nós precisamos socializar. E faça isso pessoalmente. Nada de redes sociais. Lembre-se que é bom ouvir opiniões diferentes das suas.

Defina regras e horários com a família. Alguns familiares pensam que, por você não sair de casa, então não está trabalhando. Explique para todos, constantemente, a importância de respeitarem seu tempo e espaço de trabalho, mesmo que seja em home office.

 

últimas Postagens

Catho

Catho Online Ltda. CNPJ: 03.753.088/0001-00 Alameda Juari, 262 - Barueri, SP - 06460-090 Política de Privacidade

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

Fechar