X

Marmita agora é chique, sabia não?

Mais barato e mais saudável, o hábito de levar a famosa marmita para o trabalho possui aliados para deixar a vida mais prática. Confira!

 

Almoçar fora agora é coisa passado! Chique mesmo é levar marmita para o trabalho. Uma prática que além de fazer bem para a saúde, pesa menos no estômago e  no bolso! Se a empresa que você trabalha possui um refeitório ou cozinha essa é a deixa para se entregar às delícias de ter uma alimentação saudável, equilibrada e prática.

Com toda crise, 79% dos brasileiros trocaram ao menos um item da cesta básica por alimentos com menos sódio, gordura e açúcar no ano passado, revela uma pesquisa da consultoria Kantar Worldpanel. Produtos com mais fibras, e vitaminas, e menos sal, gordura, e açúcar, crescem proporcionalmente, nas prateleiras e na preferência dos consumidores.

Está gostando da leitura? Cadastre seu e-mail e receba mais conteúdo.

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

Essa tendência também abrange os trabalhadores que optam por uma alimentação mais saudável no dia a dia e literalmente resgatou o hábito de levar a boa e velha marmita para o trabalho.

É possível fazer em casa e transportar com praticidade já que o mercado oferece muitas opções de embalagens e sacolas para transporte. Mas também é possível fazer uma alimentação saudável a partir de marmitas de comida caseira vendidas por profissionais de nutrição que adaptaram receitas e fazem porções exatas para cada refeição de maneira equilibrada e bastante prática.

A internet está salpicada de opções de locais que vendem esse tipo de marmita, que pode ser armazenada em casa e levada diariamente para o trabalho. Alguns locais dão a opção de fazer um pacote maior de pedidos com descontos bastante atrativos.

Mas para quem prefere a marmita feita em casa, nós damos as dicas: Antes de montar a marmita, é recomendável que os alimentos sejam colocados em um prato para que você tenha noção da quantidade real de cada item. Metade do prato deve ser preenchida com verduras e legumes e a outra parte deve ser dividida igualmente entre carboidratos e proteínas de origem animal (carnes) ou vegetal (feijão e lentilha). Uma fruta como sobremesa também é bem-vinda.
Os alimentos quentes devem ficar separados dos frios, por isso, prefira os recipientes que contêm divisórias ou leve a salada à parte. Além disso, nutricionistas sugerem alimentos fritos, que levam molhos ou ovos, sejam evitados, pois têm maior probabilidade de estragar e podem contaminar o resto da comida. Outra dica é temperar a salada apenas na hora de comer.

Se o trajeto até o trabalho for longo, o ideal é acondicionar o recipiente em uma bolsa térmica. Assim, é possível manter a temperatura dos alimentos e evitar que sofram alterações no sabor, na cor e na textura ou até mesmo que estraguem. Saquinhos de gelo podem ajudar.

últimas Postagens

Catho

Catho Online Ltda. CNPJ: 03.753.088/0001-00 Alameda Juari, 262 - Barueri, SP - 06460-090 Política de Privacidade

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

Fechar