X

O que posso aprender com as eleições americanas?

Toda criança tem aquele sonho que parece impossível. “Um dia, serei astronauta!”, Um dia, serei presidente”. E se a gente, do #NaLabuta, contar que você tem muito mais coisas em comum com os candidatos à presidência dos Estados Unidos do que imagina?

Pois é. Claro que ambos estudaram, trabalharam e batalharam muito para chegar neste patamar. Mas existem algumas características dos dois que podem ajudá-lo a alcançar o sucesso e, quem sabe, chegar ao cargo mais importante do mundo?

Esse assunto te interessa? Para receber mais conteúdo relacionado a carreira, basta cadastrar seu e-mail abaixo.

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

Hillary Clinton, candidata do partido Democrata, por exemplo, desde jovem se envolveu em causas que acreditava e apoiava e lutou para que as minorias tivessem voz. Cada vez mais empresas vem valorizando as experiências pessoais dos candidatos e, na hora da contratação, o fato de se envolver em causas sociais e humanitárias pode fazer a diferença.

Hillary também buscou o crescimento profissional constante e o conhecimento da área que seguiria. Para isso, se envolveu cedo com política e soube subir um degrau de cada vez, sendo, primeiramente, senadora e, em seguida, secretária de estado.

Porém, a candidata democrata já teve problema por causa de contatos suspeitos, que acabaram trazendo certa impopularidade para ela.

Já Donald Trump, o candidato republicano, sabe que seu ponto forte para vencer a batalha é mostrar que, com um bom plano e uma estrutura rígida, ele pode triunfar.

O candidato também possui talento para oratória e sabe como prender a atenção das pessoas. Para ser um líder, essas características são fundamentais, já que uma pessoa, quando alcança este cargo, precisa manter a equipe motivada, mas sem deixar a produtividade cair.

O problema de Trump é justamente o quão longe ele pode ir para chegar ao poder. O empresário não mede esforços para desestabilizar seus adversários e destruí-los, sem se importar como irá fazer isso. Pessoas com este perfil não são raras nas empresas, e é preciso ser cauteloso ao lidar com elas.

Entender que há espaço para crescimento e demonstrar suas qualidades com o seu trabalho podem trazer mais sucesso do que a “tática Trump”.

Se você se espelhar nas qualidades dos candidatos, não tenha dúvidas de que o céu é o limite (e aquela carreira de astronauta também pode estar de pé, não?).

últimas Postagens

Catho

Catho Online Ltda. CNPJ: 03.753.088/0001-00 Alameda Juari, 262 - Barueri, SP - 06460-090 Política de Privacidade

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

Fechar