X

O trabalho do futuro pede mais flexibilidade!

Autonomia e menos hierarquia são alguns dos quesitos que gerem o novo modelo de negócios.

O expediente tradicional, aquele de frequentar um escritório de segunda a sexta-feira das 9h às 18h, usar roupas formais e ser subordinado, é um estilo de trabalho inventado nos anos 1970 e que se mantém na maioria das empresas. No entanto, algumas companhias tem tentado quebrar esses paradigmas. O chefe na cola pode virar coisa do passado e no lugar do antigo modelo ganham forças as novas modalidades de trabalho e gestão.

O Google, empresa que reinventou o expediente de trabalho, é exemplo de como mudar as regras pode aumentar a eficiência e produção dos trabalhadores. O horário fixo dá lugar a mais flexibilidade, as vestimentas sociais são trocadas por roupas mais despojadas e o ambiente de trabalho se torna mais acolhedor e convidativo às novas ideias e experiências.

Os velhos e tradicionais escritórios ainda estão longe de acabar, mas há muitos empresários revendo a situação. O home office tem crescido ano após ano, nos Estados Unidos, por exemplo, mais de um quinto dos norte-americanos estão aderindo à prática. Já entre os brasileiros, 77% querem ter controle e flexibilidade para trabalhar onde e do jeito que quiserem. Os escritórios presenciais diminuíram, mas as reuniões ainda existem por meio de tecnologias como Skype e chats.

A tecnologia permite mais liberdade e, ao mesmo tempo, conexão com outros funcionários de diferentes perfis.O futuro também inclui mais conhecimento, ou seja, o profissional precisa ter uma nova postura, sempre atualizados e em busca constante de novas sabedorias e competências.

Para se livrar dos antigos escritórios e ingressar na nova modalidade de trabalho os profissionais, independente das áreas, precisam ter diferenciais competitivos para o mercado do futuro. Flexibilidade, agilidade, atualização constante, comunicação, proatividade, criatividade e inovação são alguns desses quesitos primordiais para a postura do novo profissional.

De acordo com estudos realizados por empresas de RH, a relação de um bom ambiente de trabalho está ligada à produtividade. A tendência de moldar as condições de trabalho de acordo com cada necessidade pode, um dia, eliminar o escritório físico.

Outra grande diferença dos modelos atuais de negócios é a diminuição dos níveis hierárquicos. Nas startups, por exemplo, a hierarquia não é mais fundamental para a empresa. Obviamente que dificilmente irá acabar, entretanto, a tendência é a de que todos os funcionários tenham voz e possam tomar determinadas decisões.

Ainda que não acabem, as reuniões diárias ou até mesmo as semanais podem diminuir drasticamente. Com o uso da tecnologia, assuntos que antes eram discutidos em grandes mesas hoje passam para o âmbito digital, por meio de plataformas ou até mesmo e-mails.

últimas Postagens

Catho

Catho Online Ltda. CNPJ: 03.753.088/0001-00 Alameda Juari, 262 - Barueri, SP - 06460-090 Política de Privacidade

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

Fechar