X

Os 7 pecados capitais podem te fazer perder o emprego

Em tempos de instabilidade política e econômica, “é preciso estar atento e forte”, como bem cantou Caetano Veloso.

Mais do que trabalhar direito e entregar resultados, é necessário ficar de olho nos erros que podem te levar à demissão. Veja como os 7 pecados capitais podem arruinar seu emprego e como se livrar deles.

Avareza

Dinheiro é muito bom e todo mundo gosta! Topar tudo por dinheiro? Hum… Talvez não. Se naquele programa de TV topar tudo por dinheiro era garantia de boas risadas, na vida real a coisa não termina tão bem assim. Vide o que anda acontecendo em Brasília… A avareza ou ganância podem levá-lo a péssimas escolhas na vida profissional. O apego a dinheiro e bens materiais é um prato cheio para decisões equivocadas. Por um aumento de salário, muitos profissionais abrem mão da vida pessoal e, até mesmo, das próprias crenças.

Dinheiro é necessário, mas pense bem sobre o que você está disposto a fazer para ter uma conta bancária mais polpuda. Quer pedir aumento? Tudo bem. Mas antes faça uma avaliação honesta de suas entregas. Avalie também a situação da empresa… Observe o mercado e o seu segmento de atuação. Veja como está o desempenho das concorrentes. Só depois de ponderar tudo isso parta para a ação.

 

Gula

O que comida e bebida têm a ver com o seu trabalho? Tudo, ora! Comida e bebida erradas prejudicam sua saúde e, por tabela, o seu desempenho no trabalho. Nenhum empregador vai investigar o que há na sua geladeira. Mas todos vão observar seu desempenho, seu humor e sua disposição para ajudar a empresa a crescer nessa crise.

Você não precisa fazer dieta. Não precisa emagrecer. Isso aqui não é um site de fitness. Você precisa é cuidar da saúde. Estar saudável começa por aquilo que você coloca no prato e no copo. Reveja seus conceitos e comece a investir no que você tem de melhor: a sua saúde. Sem ela, não existe currículo repleto de especializações e experiências que resista.

Inveja

A grama do vizinho não é mais verde do que a sua. Nem sempre sabemos o caminho que o outro fez para chegar ao ponto que ele está hoje. Por isso, pare de perder seu tempo olhando para as realizações de seus colegas de trabalho. Pare de se envolver em venenos e intrigas. Reconheça suas próprias qualidades e, principalmente, os pontos que você precisa desenvolver e aprimorar. Invista sua energia nisso e trabalhe. Seu humor vai melhorar e o seu desempenho também.

Ira

Raiva, ódio, ira, fúria… Os nomes variam, mas terminam quase sempre no mesmo padrão de comportamento. Alguma situação aborrece você. Você vai acumulando e, quando vê, acaba descarregando tudo no primeiro que cruzar o seu caminho.

Não estamos aqui pregando que você precisa estar alegre e de bom humor o tempo todo. A questão aqui é convidá-lo a uma reflexão sobre aquilo que lhe causa ira. Será mesmo que vale a pena perder a paciência? Para você e o seu emprego, a ira é um dos pecados mais mortais. É como beber veneno esperando que o outro morra. Não faz sentido. No fim das contas, no trabalho, quem morre é a sua reputação e o seu emprego.

Em vez de explodir, coloque as coisas em perspectiva. Faça uma pausa. Avalie o caso depois que o pior momento passar. Esfrie a cabeça. O tempo é o senhor da razão. Sempre.

Luxúria

No sentido original, este pecado refere-se ao fato de uma pessoa ser dominada por suas paixões. Pode ser a paixão pelo prazer físico, pelo poder… Tudo em excesso. Entenda de uma vez por todas: tudo em excesso envenena.

Na vida, e principalmente no trabalho, você precisa estar centrado, equilibrado e desperto. Tenha cuidado especial com tudo aquilo que o seduz: pessoas, cargos… A busca desenfreada por aquilo que incita o seu desejo pode ser a sua ruína.

Preguiça

No ambiente profissional, a preguiça se manifesta de muitas formas. Não se trata apenas de demorar para entregar o que é necessário. A negligência e a falta de comprometimento são algumas das modalidades mais nefastas da preguiça. O maior patrimônio que um profissional tem é sua reputação, exatamente o que a preguiça pode afetar. Um bom currículo sempre conta pontos, mas lembre-se sempre de que tanto a boa quanto a má fama precedem uma pessoa. E a má fama é a mais lembrada. Ter o selo da preguiça associado ao seu nome pode lhe custar seu emprego atual e oportunidades futuras.

Soberba

Fala a verdade… Não tem coisa mais desagradável do que conviver com gente assim no trabalho… Um profissional cheio de si não percebe as próprias fraquezas. Deixa passar oportunidades de aprender. Suas entregas até podem ser boas para a empresa, mas a convivência com a equipe é desgastante.

É ótimo dominar uma área do conhecimento, ter “aquele” cargo. Entretanto, isso não o torna melhor do que o colega que está ao seu lado. Não o faz melhor do que o fornecedor, do que o estagiário, do que o atendente. Quer preservar seu emprego nestes tempos de crise? Pois comece “descendo do pedestal”. Divida seu conhecimento, aprenda com os outros e esteja sempre aberto a ouvir.

 

 

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

últimas Postagens

Catho

Catho Online Ltda. CNPJ: 03.753.088/0001-00 Alameda Juari, 262 - Barueri, SP - 06460-090 Política de Privacidade

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

Fechar