X

Sarahah daria certo no ambiente profissional?

Pelo visto, dar feedback aos colegas está em alta, mas se identificar enquanto faz isso, nem tanto assim. Pelo menos foi isso que o Sarahah mostrou. O app, que é o mais baixado do momento no Brasil e em alguns outros países, é uma rede social que permite que as pessoas interajam entre si de forma anônima. Ou seja, falem para e sobre as outras sem filtros, medo de julgamentos e com franqueza.

Mas será que na prática isso é uma boa? Levando para o mundo corporativo, não é segredo que os feedbacks – aqueles tradicionais, normalmente entre gestor e funcionário numa sala particular – são fundamentais para o desenvolvimento de qualquer profissional. A partir deles, é possível identificar características negativas ou com potencial de aperfeiçoamentos, reconhecer habilidades positivas e promissoras e, assim, definir planos de melhorias, se encorajar para novos desafios e tirar aprendizados.

Mas, e se não for no modo tradicional? Com o falatório sobre o app de mensagens anônimas nos últimos dias, teve gente que pensou que pode ser uma boa ideia usar do anonimato para dizer ao chefe ou aos colegas de trabalho tudo aquilo que sempre quiseram mas nunca puderam. E aí, será que o resultado disso pode ser bom?

O principal intuito de um feedback, formal ou não, é desenvolver a pessoa avaliada e oferecer uma oportunidade de crescimento a ela. Focando nisso, não há problema se você fazê-lo de forma anônima ou não, pois fará de forma construtiva. Mas a possibilidade de não se identificar, como é a proposta do Sarahah, dá abertura para feedbacks destrutivos, e é aí que mora o perigo. Eles devem ser voltados para a necessidade do receptor, e não do emissor, como extravasar raiva, decepção ou emoções negativas.

É importante que qualquer parecer sobre o comportamento de outra pessoa seja passado de forma cautelosa, pois não são todos que têm a capacidade de lidar bem com as críticas. Um feedback mal aplicado tem o poder de contribuir negativamente no desempenho, autoestima e autoconfiança de um profissional. Diante de uma acusação ruim, existem aqueles que podem se frustrar fortemente com si mesmos, considerando-se piores do que realmente são, aqueles que se recusam a aceitar o que lhe disseram, causando um efeito contrário ao propósito de um feedback, e aqueles que levam apenas para o lado pessoal.

Para evitar as más reações após as suas avaliações e até mesmo distorções do que você disse, é aconselhado que você abuse da franqueza e do olho no olho:

  • Explique tim tim por tim tim o motivo de cada crítica e exemplifique qual seria o comportamento adequado nesta situação;
  • Demonstre também sua crença na melhora desta pessoa, já que um voto de confiança e a manifestação de preocupação acelera o aprimoramento das características em questão e gera a sensação de acolhimento;
  • Tenha certeza de que a mensagem foi absorvida e interpretada da maneira certa. Use do diálogo para ter essa garantia. Para processar melhor, algumas pessoas terão necessidade de argumentar as falas – diferente do que o Sarahah permite -, e elas têm esse direito. Seja compreensível e paciente.

Aprendeu a receita? O app pode até ser uma boa, um meio de diversão com os amigos e uma rede social em tanto. Mas quando o assunto for sério, nada melhor do que um papo reto.

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

últimas Postagens

Catho

Catho Online Ltda. CNPJ: 03.753.088/0001-00 Alameda Juari, 262 - Barueri, SP - 06460-090 Política de Privacidade

Gostou do artigo?

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais informações, dicas e tendências sobre o mercado de trabalho e carreira.

Fechar